Buscar
  • Equipe Terapeuta Pet

As cores influenciam o comportamento dos animais?

Essa pode ser uma pergunta frequente para quem acaba de conhecer o universo da cromoterapia - técnica que estuda e utiliza a propriedade terapêutica das cores. E a resposta é sim: elas interferem no comportamento dos animais.


Vamos dar o exemplo da cor laranja. Para um animal tímido, medroso, retraído e com baixa estima, essa cor pode ajudar e muito! Aplicada no ambiente onde o animal vive, a cor laranja desperta coragem, ousadia, autoestima, afinal, é a cor da alegria, da confiança e da superação de obstáculos. Porém, por ser uma cor quente, é necessário o conhecimento sobre a forma e tempo de aplicação da cor no animal, pois o excesso de exposição a esta cor pode ser desconfortável para o pet.


O azul também pode ser utilizado no ambiente e ajuda a acalmar os animais que têm tendências agressivas, que são agitados - latem ou miam muito -, impacientes e intolerantes.


O fato é que, seja utilizada nas paredes, em objetos decorativos, iluminação (luminárias, abajur ou lâmpadas), as cores poder ser aliadas no tratamento de distúrbios emocionais ou comportamentais dos animais. Mas, lembre-se que sem a supervisão de um terapeuta pet qualificado e também a orientação do médico veterinário, a utilização dessa técnica da forma errada pode causar desconfortos ao animal. Consulte sempre o médico e terapeuta!


Acesse mais:

Agenda de cursos

Equipe

Terapeutas certificados

Nosso projeto

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo